Review: Insant Lo-Fi Junky Zvex

Published on outubro 27th, 2017

Acabamento/Construção/Embalagem

Z.Vex já é conhecida no mercado por suas caixinhas na horizontal. Esse modelo é da série Vexter, onde os pedais são todos sem uma pintura, apenas polidos com as inscrições e uma pequena arte no centro do pedal. O acabamento é bem simples mas no final dá um resultado bem legal.

A construção dos pedais é bem bacana, com todos os componentes placas e fios muito bem organizados numa montagem bem limpa e organizada. Vale lembrar que esses pedais da série Vexter não são fabricados nos EUA, mas mesmo assim o padrão de construção é muito bom. O pedal pode ser alimentado por bateria de 9v ou vonte padrão (centro negativo).

Nesse modelo em especifico nós não recebemos o pedal na embalagem, mas outros pedais do fabricante seguem um padrão de caixa branca com um adesivo na parte superior indicando o modelo, os pedais vem embalados num paninho e normalmente acompanham manual e certificado de garantia.

 

Timbres

 Não dá para plugar um pedal da Z.Vex e esperar mais do mesmo. Especialmente um de modulação. E é aí que o Instant Lo-Fi Junky se destaca. Esse pedal foi desenhado para emular as sonoridades do seu irmão mais velho, o Lo-Fi Loop Junky, mas vai bem além disso.

Se trata de um Chorus/Vibrato, com algumas possibilidades diferentes para um efeito como esse. A primeira é o controle de mix entre compressão e a sonoridade lo-fi. As possibilidades são diversas apenas nesse controle. Na posição de meio dia você vai extrair do pedal uma sonoridade mais tradicional de chorus, enquanto girando todo o controle para a esquerda vai proporcionar um som altamente comprimido. No lado oposto, um vibrato altamente lo-fi (parece que você colocou um disco de vinil!) brotará dos falantes.

As sonoridades lo-fi são realmente bem abafadas e a adição de um controle de tone no pedal foi providencial. Outro controle bem importante é o de volume, já que normalmente modulações como essa podem facilmente ser engolidas no contexto de banda. A compressão que o pedal oferece é muito boa e bem suave, tornando o pedal ainda mais versátil. Com o controle de lo-fi no máximo e um reverb de cauda longa acionado a viagem sonora foi imediata! Vale a pena explorar o controle de tone que pode oferecer diversas possibilidades quando o pedal é utilizado com outros efeitos.

A chave com três diferentes tipos de onda localizada na parte superior do pedal define (em conjunto com os controles de depth e speed) se você utilizará um som mais moderado e tradicional ou alguma sonoridade mais “maluca”. Aliás, sonoridades fora do comum são uma constante nesse pedal. Eo diria até que ele será mais bem aproveitado por quem busca esse tipo de sonoridade do que músicos que curtem sonoridades mais tradicionais.

Todas as sonoridades do Lo-Fi Junky são interessantes e inspiradoras, mesmo quando configuramos o pedal para um chorus mais tradicional (lembrei do meu CE-1!). Mas ele será muito mais útil para guitarristas inventivos e que não tenham medo de comprometer o seu sinal de guitarra. Se esse for o seu caso, horas de diversão o acompanharão com esse pedal!

 

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

A chave aqui é pesquisar bastante. As sonoridades de vibrato são bem interessantes, mas como não é um efeito tão comum por aí, vale a pena investir um tempo entendendo o pedal e vendo o que ele pode oferecer de vibrato, chorus e compressor. Mas como citei acima, é um pedal para iniciados, que curtam utilizar e explorar modulações.

 

Regulagem Favorita

Vol: 13:00h

Tone: 12:00h

Comp/Lo-Fi: 3:00h

Depht: 1:00h

Speed: 2:00h

Chave: \