Review: Night Wire Earthquaker Devices

Published on dezembro 21st, 2017

Acabamento/Construção/Embalagem

A Earthquaker Devices atingiu um nível de excelência de causar inveja dentro do mercado. Os pedais possuem artes únicas e acabamentos excelentes. A pintura é muito bonita, numa mistura de preto e roxo sparkle e a arte do pedal é de chamar a atenção. As inscrições no pedal são bem legíveis e colocadas o que facilita a identificação dos controles.

A construção segue o padrão de excelência do fabricante, com ótimos componentes sendo empregados no circuito numa construção limpa e organizada. O pedal pode ser alimentado apenas por fonte 9v (padrão Boss). Ele utiliza o sistema soft toutch no footswitch, o que elimina aquele “barulhinho” na hora da pisada no pedal. Um detalhe que me agrada bastante é a colocação dos jacks de entrada e saída e entrada para fonte na parte superior do pedal. Ajuda bastante a economizar espaço no pedalboard.

As novas embalagens da Earthquaker são muito bonitas e ajudam a caracterizar e fortalecer a imagem da marca. O pedal vem envolto num saquinho de pano e acompanham palheta, adesivo e manual. Tudo o que um guitarrista gosta!

Timbres

O que muda e pode impactar nos pedais de tremolo são as opções que o fabricante pode ou não oferecer, já que se trata de um efeito simples. E já que a Earthquaker Devices sabe muito bem como fazer isso, no Night Wire não seria diferente, certo? Nesse o modelo o fabricante oferece além de sonoridades de tremolo, sonoridades de filtro e phaser. E essas misturas é o que tornam o modelo bem atraente e interessante.

O pedal combina um circuito tradicional de tremolo com um circuito harmônico de filtro. Esse consiste em dois filtros, um para frequências baixas e outro para as altas. Após o sinal passar por esses filtros, um oscilador de baixa freqüência modula o sinal. O que torna o Night Wire único, diz a empresa, é que os próprios filtros são ajustáveis. Dá para perceber que não foram economizadas possibilidades nesse pedal.

Os switches no pedal oferecem duas possibilidades para o tremolo (Manual ou Ataque) e três opções para os filtros (Manual, Ataque ou LFO, que utiliza os dois filtros fazendo um “passeio” para frente e para trás, criando sons bem diferentes). Os modos de ataque são os mais dinâmicos e talvez interessantes, já que oferecem a profundidade ou velocidade do efeito de acordo com a intensidade da sua palhetada.

O que é bastante interessante no Night Wire é que qualquer mudança ou alteração nos controles podem criar sons radicalmente diferentes. Você pode ter um Tremolo com Phaser, ou um Envelope Filter com Tremolo! E também é possível conseguir cada um desses efeitos separadamente. Com relação as sonoridades de tremolo, são ótimas indo de um tremolo bem lento até aquela sonoridade tipo “helicóptero”.

Se trata de um pedal extremamente divertido, com diversas possibilidades e sonoridades! Mesmo que você seja adepto de sonoridades mais tradicionais de tremolo, as opções aqui oferecidas podem agradar bastante e no fim, você pode usar apenas o tremolo se quiser.

 

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Aqui vale a pena investir um tempo para entender como cada controle funciona e afeta o seu som. São muitas possibilidades e uma pesquisa cuidadosa vai fazer você extrair o que esse pedal pode oferecer de melhor. Todos os efeitos oferecidos soam muito bem sozinhos ou combinados. Então o tempo envolvido na pesquisa será bem gratificante!

Regulagem Favorita

Level: 14:00h

Rate: 14:00h

Depht: 12:00h

Frequency: 08:00h

Rate (toggle): Manual

Frequency (toggle): Manual