Na prática: Marcos Kleine

Coliseum Reverb Modtone
setembro 19, 2011
Para Guitarristas e Baixistas!
setembro 23, 2011

Na prática: Marcos Kleine

Hoje introduzimos uma novidade aqui no site. No meio musical, sempre temos a curiosidade de saber o que determinado guitarrista usa em seu Setup ou como ele tira aquele timbre, ou ainda porque optou por um pedal em específico.

Por isso, além de avaliar pedais e postar as novidades do meio, vamos conversar com guitarristas pra saber o que eles usam e como usam para fazer sua música. Essa vai ser a seção Na Prática!

Para iniciarmos, nosso Editor conversou com o Guitarrista Marcos Kleine, que entre outros projetos, é guitarrista do Ultraje a Rigor. Confira o que rolou no papo!

kleine1

Pedais & Efeitos: Pra quem não te conheçe, quem é Marcos Kleine?

Marcos: De forma resumida… Guitarrista, 41 anos, 26 de guitarra na mão. Toco no Ultraje, Vega e no projeto G80.

Pedais & Efeitos: Qual o seu setup “básico”?

Marcos: Meu set up realmente básico é o Ipad2 usando a Apogee Jam e o aplicativo Stompbox. Ótimo para ensaios e jam sessions. Meu set up “básico nem tão básico assim” para shows:
Wah dunlop- O velho e bom Ts9 – Mudhoney (T-rex) – Twin Boost (T-Rex) – M13 (Line6). Tenho um Fender Twin, mas ao vivo gosto de usar 2 amplificadores. Guitarras- Uma Zaganin com a Variax embutida e uma Fender Jeff Beck.

photo 5Pedais & Efeitos: Você costuma adequar seu Set ao trabalho atual ou tenta ser o mais versátil possível com um mesmo setup?

Marcos: Principalmente com o projeto G80 tenho que ser versátil. No mesmo show toco com Ritchie, Leoni, Nasi, Marcelo Nova etc, preciso de uma variedade de timbres, mas nos últimos shows com esse projeto tenho tentado compensar mais na mão do que com o chão. Com Ultraje e o Vega é mais tranquilo.

Pedais & Efeitos: Você tem misturado timbres analógicos e digitais no seu set. Quais tem sido os resultados?

Marcos: Já o fiz, não faço mais, True Bypass é preciso 🙂

Pedais & Efeitos: E a M13? Não é o componente “digital” no teu Set?

Marcos: Bem, creio eu que apesar da M13 ser basicamente um software ela trabalha em true bypass, diferente dos pods.
Sinto o som como se fosse de pedais normais, com meu antigo podxt era diferente. Valeu dizer que não uso até agora distorções na M13. Só delays, Reverbs e modulações.

Pedais & Efeitos: Como você divide a utilização dos Drives no teu set?

Marcos: Aboli compressão do meu set, uso o Ts9 para dar uma empurrada de leve no som e também um ganho a mais nos solos. O Mudhoney uso para as coisas mais pesadas. Não uso a distorção no talo, deixo em 12hs, quando preciso de um drive a mais ligo o ts9.

photo 4

Pedais & Efeitos: Porque você optou por esses drives que usa hoje? Como chegou neles? E porque a M13 ao invés de pedais de modulação?

Marcos: Usei por anos o Proco da RAT, baita pedal. Mês passado meu G.A.S voltou e resolvi experimentar as novidades. Só por curiosidade. O Mudhoney parece o PROCO, mas é como se ele tivesse um loudness. Tem mais presença, corpo e projeta o som. A diferença é muito evidente. Quem me indicou esse pedal foi o Flávio da loja Soulshine aqui em São Paulo.
Pura curiosidade que virou aquisição em menos de 15 minutos.

E a M13 foi Relação custo beneficio. Creio que distorções de pedais ainda são insuperáveis, apesar da M13 ter simulações excelentes. Modulações, delays, reverbs creio que supre muito bem, fora a fortuna que economizei se fosse comprar separadamente todos os pedais que ela tem.

Pedais & Efeitos: Você sofre de G.A.S. (Gear Acquisition Syndrome)?

Marcos: Tenho surtos. Prefiro não achar a cura, pois é muito divertido. Nos últimos meses tenho devorado informação e produtos.

photo 1

Pedais & Efeitos: Qual foi o último pedal ou efeito que você comprou?

Marcos: M13 DA LINE 6. Muito satisfeito com a nova aquisição. Versátil, ótimos timbres e efeitos, me pergunto porque não peguei uma antes!

Pedais & Efeitos: E qual será a próxima compra? Tem algum em vista?

Marcos: Estou no aguardo do Gulll Wah, o novo lançamento da T-rex. Já encomendado.

Pedais & Efeitos: Qual o seu pedal favorito?

Marcos: Pergunta difícil, gosto de todos…

Pedais & Efeitos: Nesse mercado parece que todos os dias temos um novo fabricante fazendo coisas legais. Como faz para se manter atualizado? Gosta de pesquisar novidades ou prefere os “clássicos”?

Marcos: Com twitter, Facebook e as milhares de ferramentas que temos na internet só é desatualizado quem quer. Sigo no twitter empresas, sites e revistas especializadas mais do que pessoas. É muita informação, mas tento ficar atento ao que realmente me interessa. Para mim tanto faz ser novidade ou clássico, a única exigência é ser bom! Com o tempo conseguimos pegar o jeito e filtrar toda a informação.

Pedais & Efeitos: O que você acha dos pedais de Boutique nacionais? ultraje

Marcos: Acho que tem muita coisa bacana, tenho as vezes vontade de usar até por solidariedade, são heróis pois nosso País gosta de punir quem trabalha com honestidade. Preciso conhecer mais os fabricantes, não tenho contato com nenhum deles. Se alguém quiser que eu faça um test drive estou a disposição.

Pedais & Efeitos: Nesse ponto da sua carreira você acredita que já encontrou o “seu som”? Ou isso é uma coisa que varia entre projetos e está em constante evolução?

Marcos: Ter encontrado o som ideal para um determinado momento e ficar nessa significa que eu já não ligo muito para a coisa toda. Estou sempre pesquisando, sempre tentando achar uma forma de melhorar o som. A busca incessante na medida certa, sem exageros patológicos é sinal de que queremos sempre melhorar. Estou sempre em busca do timbre perfeito.

Pedais & Efeitos: Que dicas você poderia dar pra galera que está descobrindo esse mundo de pedais e efeitos?

Marcos: O básico, mas o mais difícil! Tente achar seu som! Acontece muito vc gostar de um timbre em sua casa, tocando sozinho, mas era só colocar a banda junto e aquele timbre já não funciona mais. Pesquise, pergunte e procure sua personalidade sonora. Desconfie de pedaleiras mágicas, baratas e multi funcionais.

Para quem quiser conhecer mais o trabalho do Marcos Kleine, é só acessar: www.marcoskleine.com.br

pee
pee

1 Comentário

  1. […] uma entrevista com o outro guitarrista do ultraje a rigor ” Marcos kleine ” no blog Pedais e Efeitos, blog bem legal que fala sobre pedais […]

    [WORDPRESS HASHCASH] The comment’s server IP (76.74.248.216) doesn’t match the comment’s URL host IP (74.200.243.251) and so is spam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *