Entrevista: MI Effects!

Primeiras Impressões: Tweed ’57 da Wampler Pedals
outubro 3, 2013
Socrates Distortion!
outubro 7, 2013

Entrevista: MI Effects!

Uma das nossas buscas incansáveis é oferecer a você, leitor do Pedais & Efeitos, um material cada vez melhor, atual e contextualizado com o que há de melhor no mercado.

Dito isto, fomos conversar com um fabricante que está do outro lado do mundo, fazendo um trabalho cada vez mais legal. Confira o papo que tivemos com o criador da MI Audio, Michael Ibrahim.

MIAudioLogo

Pedais & Efeitos: Michael, obrigado por nos atender para essa entrevista! Como surgiu a ideia de criar a MI Audio?

Michael: Eu comecei a construir efeitos e amplificadores no final dos anos 80 para mim, e no início dos anos 90 eu começei a estudar eletrônica e ciência na Universidade. Em 95, começei a vender alguns pedais, e isto me levou à idéia de começar a MI audio como uma empresa propriamente dita. No entanto, eu não fiz isso até 2002, quando eu lançei o Tube Zone Overdrive.

Pedais & Efeitos: Qual foi o primeiro pedal comercializado com a marca MI Audio?

Michael: Foi o Tube Zone Overdrive. mi1__19786.1373570481.1280.1280

Pedais & Efeitos: Como funciona o processo de Desenvolvimento de vocês? Quanto tempo leva do início do processo até o lançamento de um novo pedal?

Michael: Isso varia. Alguns pedais levam bastante tempo. O Megalith levou mais de um ano. Meu pedal mais rápido foi o Pollyanna, que eu fiz como diversão para mim. Levou um dia!

Pedais & Efeitos: Você pode nos falar a respeito de cada pedal da MI e suas respectivas características sonoras?

Michael: O Atual line-up de pedais é: Super Crunch Box, Super Blues Pro, Boost ’n’ Buff, Megalith Delta, e o Pollyanna. Cada um tem um objetivo diferente.

O Super Crunch Box é um pedal de Rock com um sabor britânico muito forte. De certa forma tem uma estreita faixa de timbres, mas são excelentes! É muito fácil obter um grande som de rock com o Super Crunch Box.

O Super Blues Pro está na linha Tube-Screamer de pedais, mas é muito mais do que uma cópia em linha reta ou uma ligeira variação. É altamente ajustável e oferece muitos sabores de sons suaves de baixo ganho.

O Boost ‘n’ Buff é um booster muito versátil com um triplicador de voltagem interna que leva o pedal a ser executado em 25V DC o que lhe dá uma enorme quantidade de headroom. A função de buffer também é excelente e eu tenho muito orgulho da dupla função desse pedal(quando ele foi lançado não havia muitos pedais de boutique com um bom buffer com o pedal desligado).

O Megalith Delta começou com um grande desafio para mim para ver se eu conseguia me aproximar do alto ganho que consigo com o nosso amplificador Megalith Beta de 160W. Existe um vídeo que fizemos a mais ou menos um ano atrás que mostra a comparação entre o amplificador e o pedal e você pode ver o quanto se aproximam! Estou ansioso para utilizar essa técnica em outros modelos de amp!

O Pollyanna é pura loucura! Ele pode soar como um Octave-Fuzz, um Synth, um velho computador 8 bits ou como um noise generator. É muito divertido!

effects_banner

Pedais & Efeitos: Qual o pedal mais vendido da MI Audio e qual o seu preferido?

Michael: O Super Crunch Box é agora o nosso pedal mais vendido, superando a marca do Crunch Box. Eu gosto de todos os meus pedais por diferentes razões, mas a partir de uma perspectiva técnica, eu realmente gosto do Megalith, porque foi mais fácil medir quantitativamente o quão bem ele se saiu(comparando-o com o amplificador).

Pedais & Efeitos: Vejo muita gente comparando e testando as diferentes versões do Crunch Box(antes do Super) e elegendo as suas favoritas. Você poderia esclarecer quantas versões são e quais as diferenças entre elas?

xl__supercrunch1Michael: Existem três versões do Crunch Box. O V1 é um pedal com uma sonoridade mais “escura”. Temos apenas 500 unidades destes que foram feitos. Então, fizemos o pedal com mais brilho e adicionamos um controle interno de presença. Este é o V2. O V3 é o mesmo circuito, mas com uma melhor escolha de componentes((WIMA Caps, custom pots) e com um esquema ligeiramente diferente.

Pedais & Efeitos: Tenho visto uma repercussão super positiva a respeito dos novos Super Crunch Box e Super Blues Pro. Você esperava esse sucesso logo no lançamento?

Michael: Eu não esperava uma resposta tão grande para estes pedais. Fiquei especialmente surpreendido pelo Super Blues Pro, pois o Blues Pro era um pouco mais ‘desconhecido’, mas o Super Blues Pro vem recebendo muita atenção.

Pedais & Efeitos: A previsão é que vocês ainda lancem dois pedais esse ano e o primeiro pedal de Delay da MI Audio. Como está a expectativa a respeito desses lançamentos? Pode nos falar um pouco sobre esses dois pedais?

Michael: Nós ainda estamos na trilha para isso. O Cross Over Drive está sendo lançado agora (em uma tiragem limitada), e o Lo-Fi Delay sairá no final deste ano ou no início do próximo ano.

Tenho a sensação de que o Cross Over Drive vai ser um pedal muito popular. É bastante singular na medida em que é extremamente sensível ao toque, mas pode fazer qualquer coisa de Boost, uma ligeira coloração, drive suave, e até fuzz. E o mais incrível sobre isso é que você pode fazer tudo isso a partir do seu volume de guitarra. A idéia com este pedal foi levar o que eu tinha aprendido com o Megalith Gamma, e aplicá-lo a um projeto de sonoridade mais ‘suave’.

O Lo-Fi Delay teve uma enorme repercussão na NAMM no início desse ano. Não é um pedal de Delay regular…Há uma grande abundância de grandes pedais de Delay no mercado e não faria sentido lançarmos apenas mais um Echo. É mais como um dispositivo de sonoridade etérea. Tem muitos efeitos modulados realmente interessantes que ele pode fazer, e é bastante flexível.

1001063_10151668610175479_1924113576_n

Pedais & Efeitos: A MI também tem uma linha de amplificadores, correto? Pode nos falar um pouco a respeito deles?

Michael: Claro! … os amplificadores são bastante conhecidos na Austrália, mas não tanto fora da Austrália! Eu comecei com o amplificador Revelation em 2008, que tinha 4 canais, 12 modos, amplificador de comutação MIDI que poderia produzir a maioria dos timbres até aquele período. Ele também tinha quatro circuitos programáveis ​​FX, 6 opções de amplificador de potência, bem como assumir qualquer válvula octal (de 6V6 até KT100 tubos).

Desde então, eu decidi focar no “gênero” Amplificadores, que tem sido muito bem recebidos aqui na Austrália.

O Primeiro deles foi o nosso premiado Megalith Beta, que é um amp de dois canais e 4 modos. Um amp super Hi-gain. Não se parece com nada por aí e se concentra mais no futuro do Hi-gain do que em olhar para trás em outros modelos de amplificadores.

Nós fazemos também o Iron Duke, um amplificador de 50W inspirado na sonoridade britânica com as EL34. É nosso amplificador mais popular devido a sua simplicidade e versatilidade.

Iron-Duke-Front

Nós estamos prestes a lançar nosso menor amplificador, o Megalith Gamma.

Após isso estaremos lançando nossos amplificadores Combo: Duchess (British), Aquarius (vintage American), e o Crystal Lattice (‘boutique’ American). Levamos esses conosco para a NAMM e as pessoas ficaram muito entusiasmadas com eles. Estou ansioso para que as pessoas vejam as melhorias que foram feitas nos modelos de produção em comparação aos protótipos da NAMM.

Pedais & Efeitos: O Brasil é um mercado emergente e cresce cada vez mais. A MI Audio tem algum importador oficial por aqui? Caso não tenha, você vende diretamente para cá ou tem algum plano para que seus pedais estejam por aqui?

Michael: Estamos ativamente à procura de distribuição no Brasil, uma vez que está se tornando um mercado muito importante, e gostaríamos de chegar a algumas lojas aí!

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPedais & Efeitos: Fora os dois lançamentos previstos para esse ano, vocês já estão trabalhando em mais alguma novidade?

Michael: Eu sempre tenho mais novidades! Meu problema é não ter tempo suficiente para transformar minhas idéias em realidade!

Pedais & Efeitos: Michael, muito obrigado pela entrevista! Quer deixar algum recado pra os nossos leitores?

Michael:Obrigado! Foi um prazer! Espero que você possa ter a chance de experimentar algumas das nossas criações! Estamos muito orgulhosos deles, e estamos ansiosos para ouvir de músicos brasileiros!

 

 

Também em Inglês!

Pedais & Efeitos: Michael, thanks for the answer to this interview! How did the idea of creating the MI Audio?

Michael: I started building effects and amplifiers in the late 80’s for myself , and in the early 90’s I started studying electronics and science at University. In 95, I started to sell a few pedals, and this lead to the idea of starting MI Audio as a proper company. However, I didn’t do this until 2002, when I release the Tube Zone overdrive

Pedais & Efeitos: What was the first pedal sold under the brand MI Audio?

Michael: That was the Tube Zone overdrive.

Pedais & Efeitos: How does the process of development of MI? How long it takes from the beginning of the process until the release of a new pedal?

Michael: This varies. Some pedals take a very long time. Something like the Megalith Gamma actually took over a year.mi-effects-boost-n-buff-1 My fastest pedal was the Pollyanna, which was more about having fun for me. That took a day!

Pedais & Efeitos: Can you tell us about each MI pedal and their sonic characteristics?

Michael: The current line-up of pedals are the Super Crunch Box, Super Blues Pro, Boost ’n’ Buff, Megalith Delta, and the Pollyanna. They each have a different aim.

The Super Crunch Box is a rock pedal, with a very strong British flavour to it. In some ways it has a narrow range of tones, but they are excellent ones! It’s very easy to get a great rock sound out of the Super Crunch Box.

The Super Blues Pro is in the Tube-Screamer line of pedals, but it is much more than a straight copy or a slight variation. It is highly tweak-able, and gives you many flavours of smooth lower gain sounds.

The Boost ‘n’ Buff is a very versatile booster, with an internal voltage tripler to run at about 25V DC, which gives it a huge amount of headroom. The buffer function is great as well, and I am very proud of the dual function of this pedal (when it came out, there weren’t many boutique pedals which had such a great buffer in the ‘off’ setting)

The Megalith Delta started as a challenge for me to see if I could get close to the high gain tone of my all-tube Megalith Beta 160W amplifier. There’s a great video we shot a year ago which shows a comparison between the amplifier and a the pedal, and you can see that it’s very close! I look forward to applying this technique to other tube designs.

The Pollyanna is pure madness! It can sound like an octave-fuzz, an old 8-bit computer, a synth, or a noise generator. It’s a lot of fun.

Pedais & Efeitos: What is the best selling MI Audio pedal and what is your favorite?

Michael: The Super Crunch Box is now our highest selling pedal beating the record set by the Crunch Box. I like all my pedals for different reasons, but from a technical perspective, I really like the Megalith Delta, because it was easier to quantitatively measure how well it turned out (by comparing it to the amplifier)

Pedais & Efeitos: I see many people comparing and testing different versions of Crunch Box (before super) and electing their favorites. Could you clarify how many versions are and what the differences between them?

Michael: There were 3 versions of the Crunch Box. V1 is a darker sounding pedal. We only made 500 or so of these. Then we made the pedal brighter and added the internal presence control. This I V2. V3 is the same circuit, but a better choice of components (WIMA Caps, custom pots), and it has a slightly different layout.

MI

Pedais & Efeitos: Have seen a repercussion super positive about the new Crunch Box and Super Super Blues Pro you expect this success at launch?

Michael: I didn’t expect such a great response to these pedals. I was especially surprised by the Super Blues Pro, because the Blues Pro before it was a little more ‘unknown’, but the Super Blues Pro has been getting a lot of attention.

Pedais & Efeitos: The prediction is that you still launch two pedals this year and the first pedal Delay of MI Audio. How is the expectation about these releases? Can you tell us a little about these two pedals?

Michael: We are still on track for these. The Cross Over Drive is actually released now (in a limited run), and the Lo-Fi Delay will come out late this year, or early next year.

I have a feeling that the Cross Over Drive is going to be a very popular pedal. It’s quite unique in that it is extremely MI-XODtouch sensitive, but can do anything from boost, a slight colouring, smooth drive, to all-out fuzz. And the amazing thing about it is that you can do all this from your guitar volume. The idea with this pedal was to take what I had learnt from the Megalith Gamma, and apply it to a ‘smooth’ Tube design.

The lo-fi delay had a huge reaction at NAMM earlier this year. It’s not a regular delay pedal,… there are plenty of great delay pedals already, so there was no need for me to add another echo. It’s more of a sound-scape device. It has lots of really interesting modulated effects that it can do, and it’s quite flexible.

Pedais & Efeitos: The MI also has a line of amps, correct? Can you tell us a bit about them?

Michael: Sure,… the amps are quite well known in Australia, but not so much outside Australia! I started with the Revelation amplifier in 2008, which was a 4 channel, 12 mode, MIDI switching amplifier which could produce most tones up until that period. It also had 4 programmable FX loops, 6 power amp options, as well as take any octal tube (from 6V6 up to KT100 tubes).

Since then, I have decided to focus on ‘genre’ amps, which has been very well received here in Australia.

The first of these was our award winning Megalith Beta amplifier, which is a two channel, 4 mode, super-high gain amplifier. It’s like nothing else out there, and is focused more on the future of high gain, as opposed to ‘looking back’ at other amplifier designs.

We also do the Iron Duke 50W ‘British’ inspired EL34 amplifier, which has become our most popular amplifier, due to its simplicity, but also its versatility.

We are about to release our smaller Megalith amplifier, the Megalith Gamma.

After this, will be releasing our combo amplifiers, which are the Duchess (British), Aquarius (vintage American), and Crystal Lattice (‘boutique’ American). We took these with us to NAMM, and people were very excited by them. I can’t wait until people see the improvements we have made to the production models compared to the NAMM prototypes!

mi-audio-revelation-version-2

Pedais & Efeitos: Brazil is an emerging market and grows increasingly. The MI Audio has some official importer here? If not, you sell directly here or have a plan to get your pedals are here?

Michael: We are actively looking for distribution in Brazil, as it is becoming a very important market, and would love to reach some retailers there!

Pedais & Efeitos: Outside the two launches planned for this year, you are already working on some more news?

dsc_0001_8842Michael: I always have more news! My problem is not enough time to turn my ideas into reality!

Pedais & Efeitos: Michael, thank you very much for the interview! Want to leave a message for our readers?

Michael: Thank you! It was my pleasure! I hope you can get the chance to try out some of our creations! We are very proud of them, and look forward to hearing from Brazilian musicians!

pee
pee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *