Review: Classic Overdrive Effectzone Pedals

10 pedais fabricados no Brasil que você precisa conhecer! (Parte 2)
abril 20, 2020
Compadre
abril 28, 2020

Review: Classic Overdrive Effectzone Pedals

 

Acabamento/Construção/Embalagem

O acabamento dos pedais da Effect Zone é simples mais bem eficiente. Nessa versão do Classic Overdrive (a mais recente mudou as cores) o fabricante optou pela cor verde (imagino eu que fazendo uma referência ao projeto original) com uma arte da  silhueta do lendário SRV. É uma arte simples mas muito bem executada. Meu único “senão” vai para o fato da arte se confundir com os nomes dos controles, mas como é um pedal simples, não é nada que traga algum prejuízo.

A construção interna é bem feita, com a placa bem montada e soldada. O fabricante utiliza bons componentes na montagem do pedal, o que passa mais segurança de um bom resultado final. As entradas para entrada e saída de áudio ficam nas laterais do pedal, assim como a entrada para alimentação (9v, centro negativo) que fica logo abaixo do jack para entrada do áudio. Eu perticularmente não gosto desse posicionamento, já que trás algumas limitações.

A embalagem da Effect Zone é mais um exemplo do cuidado do fabricante com o produto. O pedal vem acondicionado numa caixa de madeira, com a logo do fabricante gravada na parte superior e toda forrada na parte inferior. Eu só senti falta de um manual, mesmo que simples, com uma apresentação do pedal e do próprio fabricante.

Timbres

A missão dos fabricantes nem sempre é apresentar equipamentos que vão revolucionar a indústria. É óbvio que precisamos disso, em diferentes níveis, mas também precisamos de produtos que sejam simples e eficientes. E o Classic Overdrive se encaixa nessa categoria. Sem a pretensão de querer reinventar a roda, o fabricante oferece um overdrive útil para diversas situações. A chave de clipagem adicionada no projeto é muito bem vinda, oferecendo mais ou menos compressão/volume de acordo com sua posição. O modo Hot é mais nervoso, com um pouco mais de ganho e volume, enquanto o modo vintage mantém as coisas na área do TS mais tradicional.

Se você já conhece as sonoridades que um Bom TS pode proporcionar, o Classic Overdrive não vai apresentar nenhuma novidade para você. Se o seu repertório incluir Pop, Blues, Rock, esse é um pedal que vai se encaixar perfeitamente na proposta, ainda mais com a (bem vinda) adição de uma chave de clipagem, que acrescenta ainda mais versatilidade e opções de sonoridade. O alcance do controle de ganho é bem satisfatório, proporcionando ao músico opções para diferentes estilos e/ou funções do pedal dentro do pedalboard. O Classic Overdrive pode trabalhar bem tanto como overdrive de primeiro estágio como na função de segundo estágio. O controle de tonalidade não é dos mais amplos do universo (assim como o do TS original) mas os médios do pedal vão ser úteis para ajudar você a se destacar dentro de qualquer mix.

O Classic Overdrive é um pedal competente que vai ser útil na maioria dos pedalboards, oferecendo um timbre conhecido, com uma dose extra de versatilidade. É o tipo de overdrive que é um tiro certo para quem procura algo prático, com boa sonoridade e que não custe uma fortuna.

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Se trata de um pedal simples e super fácil de usar. A novidade é a chave Hot/Vintage, que muda um pouco a característica do overdrive, mas que facilmente se encontra a melhor regulagem para utilização e adequação ao seu setup.

Regulagem Favorita

Volume: 13:00h

Tone:  11:00h

Gain: 10:00h

Switch: Vintage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *