Review: Dispatch Master Earthquaker Devices

JRockett Archer!
outubro 7, 2014
TWA Little Dipper MK II
outubro 9, 2014

Review: Dispatch Master Earthquaker Devices

dispatch

 

Acabamento/Construção/Embalagem

O Dispatch Master segue o (excelente) padrão de construção da Earthquaker Devices. A Arte é legal e impecavelmente executada e a construção é limpa, organizada, como é de se esperar para um produto desse nível e dispatch1preço. O pedal não oferece a possibilidade de alimentação através de bateria 9v, assim, a única forma de acioná-lo é através de uma fonte (padrão Boss).

O fato de serem dois efeitos e eles terem mantido o tamanho da caixa pequena foi uma ótima sacada do fabricante se transformando num baita diferencial, e extremamente útil para quem tem pouco espaço no board. Excelente!

A Embalagem é simples no velho padrão “caixa branca” e acompanham o pedal manual, adesivos, catálogo dos produtos da marca e palheta. Tudo que os guitarristas gostam.

 

Timbres

O Dispatch Master é um pedal 2 em 1. Ele oferece Reverb e Delay, ambos digitais, que podem ser utilizados de forma separada ou em conjunto. São dois controles para o Delay, dois para o Reverb (um dos controles é compartilhado para os dois efeitos), e o “Mix”, que controla o quanto de efeito será inserido no som da guitarra.

Vamos começar pelo Delay, que vai de 0 a 1,5s segundos que pode ser ajustado pelo knob time e é suficiente para diversas aplicações, do slapback para um rockabilly a sonoridades mais “viajadas” para ambient music. O Reverb tem uma ótima profundidade e um “decaimento” bem legal. Apesar dos efeitos serem digitais as sonoridades são muito “quentes” e “orgânicas”. É meio complicado usar termos para explicar essas sonoridades mas creio que esses termos facilitam a compreeensão geral sobre de que tipo de sonoridade estamos falando. dispatch2

O controle repeats é compartilhado entre o delay e o reverb. Para o delay, controla a quantidade de repetições e regeneração do sinal. No caso do reverb, ele controla a profundidade e o decaimento do efeito. Muito legal! O knob time controla o tempo do delay já citado anteriormente.

O controle reverb adiciona ou retira o efeito do sinal, indo de um reverb tímido e sutil a uma grandiosa sonoridade com muita profundidade. O controle mix permite que você controle a quantidade de efeito. Simples e direto.

O que me impressionou nesse pedal foi a soma: Tamanho + Dois efeitos digitais + Qualidade dos efeitos + versatilidade. Essa é uma equação difícil de se equilibrar mas dá pra dizer que a Earthquaker passou no teste com louvor. A qualidade do reverb e do delay são muito legais e apesar de ter apenas quatro controles, você consegue extrair uma gama bem variada de possibilidades e sons do pedal. É óbvio que se você gosta e procura delays e reverbs com inúmeras possibilidades de ajustes e configurações não vai se satisfazer com o Dispatch Master. Mas esse pedal veio para lembrar a vários que guitarristas que é possível ser simples eficiente com poucos recursos. E isso não é pouco num mercado como esse.

E eu já falei do tamanho do pedal? Como um pedal desse tamanho pode produzir tantos sons?

  Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Aqui é que o Dispatch Master dá um show. Reverb e delay, numa caixa pequena, com apenas quatro controles e soar como ele soa? Inacreditável. A curva de aprendizado é super rápida e logo você já descobre todos os “segredos” dele. Você consegue sonoridades profundas, cheias de ambiência e ecos, e isso tudo sem precisar ser formado em física quântica ou precisar de tabelas ou calculadoras.

E não se deixa enganar pelos quatro controles. Tem excelentes sonoridades que você pode encontrar explorando-os. E eles estão “espalhadas” em quase todas as configurações do pedal. Encontre a sua e seja feliz!

 

Regulagem Favorita

Reverb: 12:00h

Mix: 12:00h

Repeats: 12:00h

Time: 12:00h

quadro -DispatchMaster

pee
pee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *