Review: Esplora Fuzz AC Noises

Double Dreamer
outubro 21, 2019
Collider
outubro 24, 2019

Review: Esplora Fuzz AC Noises

 

Acabamento/Construção/Embalagem

Esse já é o terceiro review de um pedal da AC Noises que eu faço e o ótimo padrão de acabamento da empresa se mantém. A arte, a pintura e as cores escolhidas formam um belíssimo conjunto o que torna bem fácil a identificação do pedal e por consequência do fabricante, que já criou uma identidade própria mesmo com pouco tempo de mercado. A pintura e a arte são muito bem executadas e as inscrições são pequenas e discretas. É bem legal uma empresa com tão pouco tempo de mercado já ter uma identidade tão bem definida com pedais tão diferentes.

A construção segue o padrão do (ótimo) acabamento e é impecável. A montagem da placa é de dar gosto, do tipo de ficar um tempo olhando os detalhes. Todos os componentes são de boa qualidade. O pedal é true by-pass e pode ser alimentado por fonte padrão 9v (Não há a opção de alimentação por bateria). Os jacks para entrada e saída de áudio ficam na “frente” do pedal assim como a entrada para alimentação via fonte.

A embalagem é bem simples e não condizia com a beleza do pedal. Isso mesmo, condizia, pois o fabricante atualizou a embalagem recentemente. O pedal vem acondicionado num saquinho de pano e acompanham o mesmo o manual e uma palheta.

Timbres

O Esplora Fuzz tem no seu DNA a clássica sonoridade do Big Muff. Mas com algumas alterações que acrescentam bastante versatilidade ao circuito. Se você já gosta desse tipo de circuito vai se deleitar nesse pedal. E se não achou um circuito com essas características que ainda tivesse lhe agradado, pode dar uma boa olhada nesse pedal, pois as alterações incrementadas pelo fabricante oferecem um novo “frescor” a esse tipo de circuito.

O Esplora tem bastante ganho e sustain. Oferece aquele timbre gordo e cheio amado por tantos guitarristas e o acréscimo de médios é muito bem vindo e facilita muito a vida quando se está tocando com banda. Se você quiser a opção de um timbre de Muff mais tradicional, basta deixar o switch do lado esquerdo posicionado para cima, eliminando o controle de tonalidade e deixando o timbre, inclusive, com bem mais volume . Na posição para baixo ele oferece os médios já citados e bastante úteis.

Falando no controle de Tone, ele tem um alcance bem amplo oferecendo sempre ótimas opções e sendo útil em quase todo o seu curso. O switch da esquerda oferece um boost de agudos quando setado na posição “para baixo”. Também se mostrou bem útil quando fui testar o pedal com guitarras equipadas com captadores do tipo humbucker. Facilita bastante a articulação das notas não permitindo que as mesmas “embolem”. O Esplora funcionou muito bem tanto para acordes cheios e gordos, riffs pesados como também para linhas melódicas repletas de sustain. Impossível não acionar o delay e partir para viagens sonoras repletas de sustain e ganho. O controle de ganho mesmo numa regulagem para baixo ganho, ainda oferece bastante e esse circuito também não é dos melhores para se limpar a saturação no controle de volume da guitarra.

O Esplora Fuzz é uma ótima opção para quem gosta das sonoridades clássicas de um bom Muff, mas gostaria de ter alguns “truques” na manga que oferecessem mais versatilidade ao músico. É possível usá-lo para diferentes estilos e situações e isso se deve às opções acrescentadas pelo fabricante ao circuito. Uma ótima opção para quem gosta desse tipo de sonoridade!

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

O Esplora é um pedal bem simples de se usar. Os controles são fáceis e graças as possibilidades de equalização que o pedla oferece, é possível adequá-lo para diferentes situações e necessidades. Vale a pena investir um tempo explorando essas combinações e descobrindo todos os (ótimos) timbres que o pedal tem a oferecer.

Regulagem Favorita

Vol: 12:00h

Ton: 13:00h

Gain: 14:00h

Switch (esq):  Baixo

Switch (dir): Cima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *