Review: Fuzz Hudson Electronics

Sirius Chorus
novembro 11, 2015
Horizon Compressor
novembro 13, 2015

Review: Fuzz Hudson Electronics

7X7A9177

Acabamento/Construção/Embalagem

Os pedais da Hudson Electronics são fabricados um a um na Inglaterra. O acabamento do fuzz na versão que analisamos (a nova versão está numa caixa menor com uma cor diferente, mas com o mesmo circuito) tem uma pintura laranja, o que torna o pedal bastante chamativo, especialmente em pedalboards. A parte dos nomes, a área azul (modelo, fabricante e controles) é adesivada. Os knobs são muito legais e conferem um visual retrô ao pedal.

A construção interna é limpa e organizada. A placa é bem montada e o fabricante utiliza ótimos componentes. O Fuzz pode ser alimentado por fonte padrão (centro negativo, o que é bacana) ou bateria de 9v. 7X7A9179

A embalagem é a padrão do mercado: Caixa branca com adesivo lateral indicando o nome do produto. Acompanham o pedal um pequeno manual e um certificado de garantia. O manual é simples e direto, com informações precisas sobre o que se esperar do pedal e de como ele funciona.

 

Timbres

O Fuzz é baseado no Tonebender MK IV. Isso significa um circuito com três transistores de germânio. Também é a versão da família tonebender com controle de tone (juntamente com o III). Estamos falando do final dos anos 60, início da década de 70.

Como todo bom pedal de fuzz, esse modelo da Hudson tem toneladas de ganho. Mesmo com o controle de ganho em configurações bem baixas o pedal ainda oferece uma boa dose de saturação. Isso, obviamente, trás um nível de ruído que em algumas guitarras (especialmente nas equipadas com single coil) pode incomodar. Não é nada que impeça a colocação do Fuzz num board, mas é bom ficar atento.

A sonoridade do Fuzz é bem bacana. O controle de tone é bastante atuante e confere ao pedal um range sonoro bem interessante, indo de sons magros e cortantes a timbres gordos e repletos de sustain. Vai ser difícil não achar um som que te agrade nesse pedal. Utilizei o pedal com algumas guitarras em diferentes amplificadores e após pequenos e rápidos ajustes, encontrei meu som. Outra dica legal é usar bastante o controle de volume da sua guitarra. Isso vai ampliar bastante as possibilidades de utilização desse pedal. Lembrando que não é o tipo de pedal para se utilizar em amplificadores do tipo Solid State.

O Fuzz é para quem realmente gosta de fuzz. Você até pode extrair algumas sonoridades mais “leves”dele, utilizando o controle de volume da sua guitarra, mas essa não é a praia dele. Se você procura um pedal de fuzz fácil de usar, e com uma boa variedade de timbres, analise com carinho essa opção.

7X7A9178

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

São três controles: Volume, Tone e Gain. E são suficientes para oferecer ao usuário (especialmente ao que já gosta de pedais de Fuzz) uma ótima experiência. A curva de aprendizado é bem rápida e se você já possuir experiência com esse tipo de efeito, será ainda mais ágil.

Regulagem Favorita

Vol: 11:00h

Gain: 13:00h

Treble/Bass: 11:00h

quadro - blog08

pee
pee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *