Review: Hummingverb MBS Efectos

5150 Overdrive
novembro 18, 2015
Acapuco Gold
novembro 20, 2015

Review: Hummingverb MBS Efectos

7X7A9171

Acabamento/Construção/Embalagem

Esse é o nosso terceiro review de um pedal da MBS, o que é bacana para identificar que a empresa já atingiu um padrão de construção bem eficiente. Os pedais são bem acondicionados em caixas com a logo da empresa e as caixas metálicas são de fabricação da própria MBS. Vale salientar que as caixas são um pouco mais pesadas do que várias por aí, mas não é nada que vá incomodar. O pedal é muito bonito, com um acabamento em creme e preto. A construção e os componentes do Hummingverb são de ótima qualidade.

Acompanham o pedal adesivo com a logo da empresa e Palheta. Já falei sobre a palheta no review do Hummingverb1British Drive e não vou abordar esse tema novamente. Ainda acho importante a presença de um manual acompanhando o pedal. A Empresa disponibiliza o manual no site, mas não acho que custaria tanto assim e facilitaria o processo de aprendizado do pedal, por mais simples que ele seja.

Hummingverb possui os controles Blend, Decay e uma chave de três posições com os modos do reverb: Classic, Hall e Shimmer. O que me incomoda em termos de construção são os trimpots internos. Não que o problema seja a existência deles, mas o quão úteis eles são e o quanto facilitaria se eles fossem externos. Especialmente o trimpot relacionado a entrada de sinal no pedal.

 

Timbres

O Hummingverb é um reverb digital, com três modos distintos, mas que em algum lugar se encontram, dependendo das configurações que você estiver usando. Os controles são Blend (que permite que o músico defina o quanto de reverb estará presente no sinal) e Decay (que define a duração do reverb).

O modo Classic é o que possui o reverb mais discreto, aquele tipo de reverb que você usa ligado o tempo inteiro. Soa bem legal para dar aquela “molhada” no som. O modo Hall é um pouco mais complexo, já que a quantidade de reverb no sinal é maior, acompanhado por uma modulação. Dependendo da sua regulagem, a sonoridade pode até ficar um pouco embolada, devido a quantidade de ambiência + modulação que é entregue pelo pedal. Com o controle Decay na configuração máxima, o Hummingverb vai soar praticamente infinito, soando grande e preenchendo todos os ambientes. Esse modo pra mim foi meio de extremos. Gostei do modo com as configurações do knob decay no início e no fim do seu curso, mas nas configurações intermediárias as sonoridades são mais comuns.

O modo Shimmer é o grande atrativo e diferencial do pedal. É um efeito que estica o reverb, gerando oitavas no som. E o efeito do Hummingverb é bem legal. Eu, em algumas situações, optei por utilizá-lo Hummingverb2apenas com esse efeito e ele se saiu muito bem. É um efeito que não dá pra utilizar toda hora, em qualquer situação porque fatalmente você vai cansar rápido. Mas pra utilizar em algumas situações, pra acrescentar uma dose de ambiência, é matador, tanto em configurações mais discretas como em regulagens mais extremas.

O Hummingverb é um ótimo pedal. Possui três modos bacanas, o que possibilita uma ótima versatilidade em se tratando de pedais de reverb. Se você procura um pedal de reverb versátil, que ofereça um pouco mais do que o comum, esse modelo será uma ótima opção.

 

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Apesar de apenas dois controles, dá pra brincar bastante com o HummingVerb. Os knobs funcionam muito bem em todo o seu range de atuação e de acordo com o modo selecionado. A curva de aprendizagem é bem rápida, e só não é mais eficiente nessa questão pela existência dos trimpots internos. Eu particularmente não tive grandes problemas em ficar ajustando esse trimpot ao mudar de guitarras, mas se a sua realidade for de uma variedade de guitarras maior e com diferentes captadores (especialmente os de alta saída) você pode ter que ajustá-lo.

 

Regulagem Favorita

Blend: 14:00h

Decay: 12:00h

Modo: Classic

quadro - blog08

pee
pee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *