Review: Iron Horse LM308 Distortion Walrus Audio

Supa-Wah Custom Shop
12 de maio de 2022
Mr JAX
16 de maio de 2022

Review: Iron Horse LM308 Distortion Walrus Audio

Acabamento/Construção/Embalagem

Desde o seu início a Walrus Audio demonstrou ser uma empresa que se preocupava com o visual dos seus pedais e desde então vem mantendo um altíssimo padrão nos seus produtos. E a nova versão do Iron Horse está dentro desse padrão. O pedal na cor dourada chama bastante atenção, assim como sua arte, que na cor preta, oferece um bom contraste com o pedal. Todas as inscrições são bem visíveis. Tudo muito bem executado, como tem sido o padrão da empresa.

Algumas das principais mudanças nessa nova versão do Iron Horse estão na sua construção. Os jacks para entrada e saída de áudio agora ficam na frente do pedal e ele foi equipado com soft switch para um acionamento se ruídos. A placa é muito bem montada e construída, se utilizando de bons componentes. A entrada para fonte de alimentação fica entre os jacks na frente do pedal e ele deve ser alimentado com fonte padrão (centro negativo, 9v) não oferecendo a opção de alimentação por bateria.

A embalagem da Walrus é muito bonita e é padronizada pela empresa para todos os seus produtos. A caixa é preta com a logo do fabricante verde na parte superior e possui a indicção referente ao modelo que está dentro da caixa fica em uma das laterais do pedal. Dentro, o pedal vem embalado num saquinho de tecido branco com a logo do fabricante. Ainda acompanha adesivo, palheta e um manual simples mas muito bem ilustrado. Tudo no ótimo padrão já conhecido da empresa!

Timbres

O Iron Horse LM308 Distortion tem seu DNA baseado no clássico RAT. Então se trata de um pedal de distorção com características bem definidas. Você consegue identificar tais características aqui, mas de maneira muito mais “polida” que no original. As frequências aqui são muito mais amigáveis, mais redondas do que acontece no RAT. Isso vai agradar bastante quem não gosta tanto das características mais “fuzzys” do pedal. Dá pra encontrá-las também aqui, mas de maneira muito discreta, só com um pequeno “sabor”.

O controle de tone é muito equilibrado e musical, sendo útil em todo o seu curso. Isso torna o Iron Horse bem mais amigável, inclusive do que o próprio RAT, que possui um controle de filtro bem mais temperamental.  Isso ajuda bastante na hora de adequar o pedal a instrumentos com diferentes características sonoras. Outro fator que me chamou a atenção foi o fato da distorção soar mais definida do que na versão anterior. E isso também oferece a possibilidade de trabalhar muito bem com o pedal com baixo ganho. Isso não acontecia na versão anterior, mas agora dá pra utilizar essa nova versão como um overdrive de segundo estágio de maneira bem competente e sem perder o timbre quente e encorpado que caracteriza esse circuito.

A maior novidade dessa versão é um controle de blend em que o músico pode escolher entre uma clipagem simétrica de silício e uma de diodos (LED). Ao posicionar o knob todo para a esquerda, a clipagem de silício oferece uma sonoridade bem mais comprimida e com menos volume, oferecendo uma sonoridade com os médios mais escavados e flertando para o “lado fuzz da força”, caso você esteja utilizando o pedal com doses generosas de ganho. Um detalhe a ressaltar é que na posição SI o pedal fica com bem menos volume, precisando de uma compensação se comparado a clipagem LED. Falando na clipagem de LED, aqui o timbre é bem menos comprimido e com bastante volume. As coisas ficam mais nervosas, mas sem prejudicar os graves naturais do instrumento, uma frequência de médios mais equilibrada e agudos menos destacados. Foi a minha forma forma favorita de utilizar o pedal tanto em guitarras equipadas com single-coils como em guitarras com humbuckers.

Fica claro que o Iron Horse LM308 Distortion  não se trata de uma réplica ou cópia, mas de uma refinamento de uma fórmula clássica. Se você gosta da sonoridade do RAT mas procura algo mais refinado e equilibrado, sua pesquisa pode se iniciar por esse pedal. O Iron Horse é diversão garantida e pode (surpreendentemente para mim) exercer mais de uma função dentro do seu pedalboard, de maneira simples e sofisticada.

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

O Iron Horse LM308 Distortion é um pedal de operação simples e de rápido entendimento por parte do músico. O controle de tone é bem musical e fácil de adequar a diferentes situações. Um ponto a se observar é a diferença bem grande de volume entre as diferentes clipagens, o que torna o controle de blend, em algumas configurações, pouco efetivo, já que uma clipagem tende a se destacar da outra.

 

Regulagem Favorita

Volume: 12:00h

Tone: 1:00h

Gain: 1:00h

Blend: 3:00h (Led)

 

2 Comments

  1. Adolfo disse:

    Esse foi o pedal que mais me impressionou na feira.

Deixe um comentário para Adolfo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *