Review: Morning Glory JHS Pedals

Novidades da Chase Bliss Audio!
maio 4, 2015
Obscura Altered Delay
maio 8, 2015

Review: Morning Glory JHS Pedals

Morning Glory 2

 

Acabamento/Construção/Embalagem

Os pedais da JHS são fabricados nos EUA. Se você quiser conhecer um pouco mais sobre a empresa, já entrevistamos eles aqui no site.

A construção é muito bem feita, com uma caixa robusta e se utiliza de ótimos componentes. Me agrada a posição para o plug de alimentação ser na parte “frontal” do pedal e não nas laterais. O pedal não possui a opção de bateria e só pode ser alimentado através de fonte 9v (padrão Boss).

O acabamento é estiloso. A cor dourada com os knobs creme proporcionam um visual sofisticado ao pedal. A pintura é um capítulo a parte. Existem alguns detalhes que eu não sei se são propositais para oferecer Morning Gloryao pedal uma aparência específica ou são falhas mesmo. Nada que comprometa demais o resultado final, mas de um pedal desse nível (e preço) você espera sempre o melhor.

A embalagem é o padrão caixa branca + adesivo para identificação do pedal. Coisa bem simples. Dentro da caixa o pedal é muito bem protegido e acompanham manual e adesivo. Nada de outro mundo, mas que cumpre a sua função.

Timbres

O Morning Glory é uma versão modificada e aprimorada do clássico pedal Marshall Bluesbreaker, oferecendo mais volume, ganho e um tone mais versátil que o original. Dito isto, a percepção do pedal é de que ele é baseada nos amplificadores Marshall. Isso é verdade, mas não completamente, já que o pedal é bem transparente, respeitando as características sonoras de guitarras e amplificadores.

Os controles do Morning Glory são: Volume, Tone e Ganho e uma chave de “Bright Cut“, que oferece um corte (bem útil na minha opinião) do brilho. É um ótimo pedal para Rock e Blues! Se você busca um pedal para essa finalidade, é bom dar uma olhada nessa opção. Não espere nada Hi gain, longe disso. Eu mesmo senti alguma dificuldade em usar o Morning Glory como drive principal em algumas situações em que eu precisava de um pouco mais de ganho (especialmente utilizando single coils).

Testamos o Morning Glory em diferentes tipos de Guitarras (com diferentes captadores) e Morning Glory 3Amplificadores. Os resultados foram bem satisfatórios, especialmente em valvulados. A chave de corte no brilho foi bem útil quando o pedal foi utilizado em equipamentos com características sonoras mais “abertas”. Outro ponto que vale a pena salientar é que existe um acréscimo considerável no ganho com a chave na posição “pra cima”. Também é bem legal somar o pedal ao “crunch” de um amplificador valvulado. Fica muito bacana! O Morning também funcionou muito bem com outros pedais de Drive, Fuzz e Booster. Na situação que eu relatei acima(onde senti falta de ganho em algumas situações), bastou somar o Morning Glory a outros pedais de booster ou outros drives e tudo se resolveu.

Para os amantes de singles coils é bom um alerta: Cuidado com o controle de tone. Ele tende a soar um pouco áspero em regulagens mais altas e isso se acentua com a utilização desse tipo de captadores. Não é nada que desabone o pedal, mas vale a pena ficar de olho.

Morning Glory 4

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Overdrive com três controles e uma chave. Super simples de usar, é plugar e sair tocando! Os controles funcionam de maneira bem ampla e interagem muito bem entre si. A chave “Bright Cut” é uma ótima sacada do fabricante. Vale a pena explorar os recursos e mudanças no timbre que ela pode proporcionar.

Regulagem Favorita

Vol: 13h

Tone: 11h

Gain: 14h

Bright Cut: up

quadro -Morning Glory

pee
pee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *