Review: Psico Vibe Fuhrmann

The Rose
março 14, 2019
Synth-1
março 18, 2019

Review: Psico Vibe Fuhrmann

 

Acabamento/Construção/Embalagem

 

Essa nova série de pedais da Fuhrmann vem chamando bastante a atenção dos músicos e parte do sucesso é o ótimo trabalho que a empresa deu aos pedais. O acabamento do Psico Vibe é impecável, com uma pintura metálica muito bem aplicada numa linda cor roxa. As inscrições são bem visíveis e também muito bem aplicadas. Os knobs tem um tamanho legal e é possível enxergar as configurações dos controles mesmo em alguns palcos mais escuros.

A construção do pedal é bastante robusta, com uma placa bem montada e com bons componentes. Os jacks para entrada e saída de áudio ficam na parte da “frente” do pedal, assim como a entrada para a fonte de alimentação, o que acaba facilitando bastante na hora de organizar o pedalboard. O pedal deve ser alimentado por fonte de 9v (padrão Boss) não possuindo a opção de alimentação por bateria.

A embalagem da Fuhrmann é simples, mas cumpre a sua função. A embalagem é personalizada com as cores e logo do fabricante, seu slogan e uma interessante explanação sobre o fabricante na parte de baixo da caixa,  que poderia ser feita com um papelão um pouco mais grosso, até para uma melhor proteção do produto. Dentro, o pedal vem embalado num saco personalizado com a logo do fabricante (muito bem feito) e acompanha o pedal um manual de instruções. Simples e eficiente!

 

Timbres

As sonoridades de Vibe são muito características e desejadas por vários guitarristas. O Univibe original tinha o seu circuito baseado em sensores e uma lâmpada. Existem alguns pedais que possuem essa configuração de circuito e outros, que baseiam as suas modulações em CI’s e coisas do gênero. Os mais procurados (E caros) estão relacionados ao primeiro tipo de circuito. O Psico Vibe não possui o famoso circuito baseado em lâmpada, mas não deixa de entregar ótimas sonoridades.

Pra mim a grande diferença entre os tipos de circuito relacionados a Univibe é a profundidade do efeito, que está intimamente relacionada a questão da lâmpada e de como ela trabalha no circuito. Isso é o que diferencia um Univibe de um phaser, por exemplo. O mérito do Psico Vibe é entregar uma ótima profundidade de efeito sem possuir a famosa lâmpada em seu circuito. Encontrei ótimas possibilidades de uso nas diferentes velocidades e com diferentes instrumentos. O Efeito Ramp (Uma mudança gradual na velocidade do efeito ao mudar a velocidade no footswitch) é muito musical e pode ser bastante útil quando utilizada com criatividade. A modulação é bem cheia e trás um corpo ao timbre bem interessante. Com Stratocaster o pedal se saiu muito bem, somando esse “corpo” ao brilho dos captadores single. Também vale a pena explorar esse pedal com fuzz. A diversão é garantida!

O Psico Vibe pode não agradar aos mais puristas, que buscam aquele timbre do circuito original. Mas pode agradar a muita gente que busca uma modulação com sonoridade interessante, não tão explorada, e com recursos interessantes como as diferentes velocidades do efeito, que oferecem possibilidades distintas sem que seja preciso ficar se abaixando para mudar configurações no pedal. Produto bem legal que vale a pena ser conhecido!

 

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

A utilização do Psico Vibe é super simples. São apenas 3 controles para definir a profundidade e as duas possibilidades de velocidade. É possivelmente o pedal de modulação mais simples de se usar que eu testei nos últimos tempos. Mas não confunda simplicidade com qualidade. Você vai encontrar timbres muito convincentes nessa latinha!

Regulagem Favorita

Depht: 15:00h

Slow: 12:00h

Fast: 14:00h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *