Review: Retro Sky Greenhouse Effects

OD-Fuzz Deluxe!
dezembro 15, 2016
Experience Fuzz Octave
dezembro 19, 2016

Review: Retro Sky Greenhouse Effects

thumb_7x7a4380_1024

Acabamento/Construção/Embalagem

Uma das principais características da Greenhouse Effects é a arte que identifica os seus pedais. A empresa (de forma um tanto mórbida, vamos concordar) resolveu “homenagear” artistas do Clube dos 27. Quem ilustra o Retro Sky é a Amy Winehouse.

O Acabamento do pedal é extremamente competente. Não foi encontrada nenhuma falha de pintura durante a análise e a escolha inusitada das artes acaba destacando os pedais do fabricante. Tudo muito bem feito! A Construção também é bastante eficiente, mas o trabalho que deu abrir esse pedal foi coisa de cinema. Não tentem isso em casa.  A configuração dos parafusos dificulta a vida de quem gosta de fixar thumb_7x7a4385_1024velcro com os mesmos. Um detalhe que me agrada é a colocação dos jacks de in/out na parte “superior”do pedal, o que ajuda a economizar espaço no pedalboard. O pedal só pode ser alimentado por fonte 9v (padrão Boss).

A Embalagem é simples, mas eficiente. A Caixa é adesivada nas laterais da embalagem com a logo do fabricante carimbada na parte superior da mesma. O pedal vem embalado num saco de pano e vem acompanhado de uma (bonita) palheta do fabricante. O pedal não acompanha manual.

 

Timbres

A primeira coisa a ressaltar sobre o Retro Sky é que se trata de um delay digital, com um “voicing”analógico. E antes que alguém torça o nariz por não gostar de “coisas digitais”, ele soa muitíssimo bem. Ele oferece 1000ms de delay, o que permite ao músico criar bastante em cima de repetições.

O timbre que o Retro Sky oferece é muito bonito. As repetições tem aquele decaimento bacana e não soam obscuras demais e a degradação gradual do sinal é muito bacana. O pedal funciona muito bem tanto com regulagens mais curtas de delay, slapback como para repetições mais longas, para sobreposição de frases. A utilização desse modelo em diversos estilos musicais é bem tranquila e o pedal pode ser útil em várias situações.

A grande novidade desse pedal é a possibilidade de se adicionar um phaser analógico às repetições. O efeito pode ser acionado através de um switch no centro do pedal. É bem interessante já que é como se o delay tivesse um loop e você estivesse adicionando o phaser através desse loop. O controle Rate controla a thumb_7x7a4382_1024velocidade do efeito. É preciso ter cuidado, especialmente em configurações de delays mais longas com o phaser acionado para que o seu timbre não fique muito embolado, já que com a degradação das repetições com o phaser a coisa por ficar um pouco confusa.

O Retro Sky é um ótimo produto. Um delay simples e com ótima sonoridade, com esse plus de poder adicionar um phaser analógico nas suas repetições. Não que seja um produto inovador, mas é algo simples, extremamente bem executado em todos os seus aspectos.

 

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

O Retro Sky é bastante intuitivo e fácil de usar. Os controles de Delay, Repeats e Mix são comuns em pedais desse tipo e não apresentam qualquer dificuldade para serem compreendidos. O controle Rate também é de fácil manuseio cabendo ao músico os cuidados citados anteriormente.

Regulagem Favorita

Delay: 12:00h

Repeats: 13:00h

Mix: 3:00h

Switch: on

Rate: 09:00h

quadro-retro-sky

 

pee
pee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *