Review: Terminal Fuzz Earthquaker Devices

Review: Acapulco Gold Earthquaker Devices
dezembro 19, 2017
Review: Night Wire Earthquaker Devices
dezembro 21, 2017

Review: Terminal Fuzz Earthquaker Devices

 

Acabamento/Construção/Embalagem

O Terminal Fuzz segue o padrão de qualidade da Earthquaker Devices. O pedal é pintado num bonito acabamento preto fosco, o que combina perfeitamente com a arte em branco e os knobs prata do pedal. A fonte utilizada deixa tudo bem visível com relação aos controles.

A construção é bastante sólida e limpa, com placas, componentes e fios muito bem organizados e de ótima qualidade. A caixa utilizada é bastante resistente e os controles de in, out e para alimentação do pedal via fonte ficam na parte superior do mesmo, economizando espaço nos pedalboards. O Terminal Fuzz também pode ser alimentado por bateria e é true bypass.

A reformulação das embalagens do fabricante só fez reforçar a ótima imagem que os produtos já tinham. A caixa se identifica muito bem com a marca e acompanham o pedal palhetas, adesivo, manual e catálogo do fabricante. Excelente!

Timbres

Vou começar logo com um alerta: Esse não é um pedal para quem tem coração fraco! O Terminal Fuzz foi inspirado num fuzz vintage produzido pela Shin-Ei que soa bem diferente de outros fuzz clássicos bem conhecidos no mercado. E tem toneladas de ganho!

Se você curte aquelas sonoridades de “gated fuzz”, com bastante compressão e ganho, ou algumas sonoridades de fuzz que lembram alguns synths ou aquela “sonoridade de velcro”, vai encontrar aqui no Terminal. O pedal proporciona uma sonoridade bem crua e bem encorpada.

Os controles de equalização atuam de forma bem interessante. O controle de agudos mesmo no máximo não torna o timbre extremamente aberto. Vai acrescentar apenas aquela ponta de brilho. O Controle Voice atua nas frequências médias, variando de um timbre fechado e comprimido para uma sonoridade mais cortante e agressiva. Outro detalhe é a quantidade de volume que esse pedal possui. Pode ser usado como ferramenta de demolição se você ousar colocá-lo no máximo!

É um pedal de sonoridade bem específica e que certamente não vai agradar a todos. Mas se você gosta de fuzz, essa é uma caixinha que não pode estar de fora do seu arsenal. Com seu timbre comprimido, encorpado e repleto de sustain, o Terminal Fuzz vai lhe ajudar a percorrer territórios antes não explorados! (E cuidado com a os vizinhos e a polícia!)

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Não espere por versatilidade aqui. As sonoridades do Terminal Fuzz são bem focadas num determinado tipo de som. Mas vale a pena explorar as possibilidades oferecidas pelos controles treble e voice, que oferecem alternativas interessantes.

Regulagem Favorita

Level: 12:00h

Fuzz: 13:00h

Voice: 12:00h

Treble: 11:00h

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *