Review: Tone Creamer Tone Ink

Soft Focus Reverb
13 de setembro de 2022
MXR Super Badass Dynamic Overdrive
19 de setembro de 2022

Review: Tone Creamer Tone Ink

Acabamento/Construção/Embalagem

A Tone Ink estabeleceu um padrão de acabamento que já é facilmente reconhecido nos pedalboards pelo país afora. O Tone Creamer possui um visual bem chamativo, com a caixa branca e uma fina placa de metal, muito bem fixada, onde ficam todas as inscrições do pedal. Essas inscrições são na cor branca o que facilita muito a visualização do nome de cada controle. Os knobs também são na cor branca o que confere um visual final muito classudo ao pedal. Ele passa uma mensagem visual e já condiciona o músico a esperar um certo tipo de sonoridade pensando no visual e no nome do pedal.

A construção do pedal é bem sólida. A placa é bem montada e soldada, com componentes de qualidade, incluindo aí os pots, knobs, switches e footswitch. Os jacks de entrada e saída de áudio ficam “na frente” do pedal assim como a entrada para fonte de alimentação. O Tone Creamer pode ser alimentado via fonte padrão (centro negativo) com 9v ou 18v (para mais headroom) e ele não possui a opção de alimentação por bateria. Ele é true bypass e possui o mesmo padrão de construção já estabelecido pela empresa.

A embalagem é uma caixa de papelão simples, toda lisa com um carimbo na parte de cima indicando o modelo que está dentro da caixa. Simples e funcional. Dentro da caixa o pedal vem embrulhado em plástico bolha e com um manual muito bem escrito e elucidativo. E é importante que seja assim, já que o pedal oferece muitos recursos. Qualquer dúvida que o usuário por ventura tenha a ter, possivelmente vai ser respondida pelo manual, o que é um mérito do fabricante e uma maneira de fazer com que quem comprou o pedal possa extrair o melhor dele com uma leitura atenciosa.

Timbres

O Tone Creamer é um booster/overdrive com a mesma proposta “Multi Voice” dos outros pedais da empresa, podendo trabalhar de diferentes maneiras dentro do seu pedalboard. Ele pode variar entre as funções de Clean Booster, Treble Booster ou TS-Like de acordo com o posicionamento de suas chaves, que como nos outros modelos da empresa, são o “coração” do pedal. Elas são responsáveis pelas mudanças de característica no timbre, oferecendo diferentes níveis de compressão, ganho e equalização, além dos outros quatro knobs do pedal, que são: volume, ganho, graves e agudos.

Para um ótimo timbre de booster, por exemplo, posicione a chave Heat na posição clear e a chave Cream na posição RC. Você vai acrescentar um brilho bem legal ao seu timbre com uma dinâmica bem interessante. Funciona muito bem para utilizar com pedais de modulação e ambiências e também para trabalhar em conjunto com outros drives. Você pode encarar as três posições da chave Heat como três níveis de ganho, sendo Clear a posição com menos ganho e a Red com mais ganho. A chave na posição Green oferece um nível intermediário de ganho. Outra mudança oferecida de acordo com o posicionamento da chave Heat é em como os médios se comportam de acordo com a posição da chave. É importante entender bem a dinâmica entre a posição das chaves Heat e Creamy, pois como já citei, elas vão interferir diretamente na equalização e ganho do pedal.

Como o Tone Creamer “limpa” muito bem com o volume da guitarra, fui capaz de utilizá-lo como único pedal de saturação no meu pedalboard e mesmo assim ter alguma versatilidades disponível. Setei o pedal para me oferecer um drive com características sonoras de um TS (chave Heat na posição Green e chave Cream na posição BB), com médios destacados, uma compressão leve e ganho moderado. Para timbres um pouco mais limpos, bastei utilizar o volume da guitarra e o resultado foi bem satisfatório. É um pedal que pode se ajustar muito facilmente a diferentes setups e necessidades, trabalhando muito bem tanto como um clean booster indo até a função de overdrive de segundo estágio com bastante competência.

O Tone Creamer é o tipo do pedal que dava para facilmente ter dois no pedalboard para diferentes funções. Ele cumpre muito bem tanto a função de booster como a de overdrive de primeiro ou segundo estágio com boas possibilidades e variação de equalização e ganho. É uma opção bem legal para quem está a procura de um pedal versátil e que possa exercer mais de uma função dentro do pedalboard sem a necessidade de grandes ajustes ou complicações. É um pedal super útil que certamente vai ter um ótimo timbre para você e para o seu som.

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

O Tone Creamer é um pedal simples de operar, mas com bastante interação entre os controles. Então eu recomendaria um investimento de tempo no processo de conhecimento do pedal e explorar os controles e como eles interagem entre si, para que se possa extrair o melhor que ele pode oferecer.  As vezes são pequenas variações, mas que podem fazer uma diferença bem interessante no timbre final, especialmente quando se está tocando com banda.

 

Regulagem Favorita

Bass: 11:00h

Treble: 12:00h

Gain: 11:00h

Volume: 1:00h

Heat: Red

Cream: BB

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.