Review: Vision R-Series Joyo

Smallbox Overdrive
dezembro 17, 2020
Queen Bee
dezembro 21, 2020

Review: Vision R-Series Joyo

Acabamento/Construção/Embalagem

A série “R” da Joyo tem um acabamento bem diferenciado, com um acabamento bem sofisticado. A pintura é perfeita, com os led’s se destacando na frente e atrás do pedal. Os knobs na cor prata ajudam bastante no visual diferenciado que o pedal apresenta. O que não casou bem foi a cor escolhida para as inscrições no pedal. É impossível enxergar à distância qual o modo selecionado.  O contraste das duas cores não ajuda em nada, fora o tamanho das inscrições.

A construção referente aos itens da parte externa é bem robusta. Jacks e pots são de boa qualidade e a caixa parece pronta para durar bastante tempo. Os jacks para entrada e saída de áudio ficam nas laterais do pedal e a entrada para fonte de alimentação fica na “frente”do pedal, que pode ser alimentado através de fonte padráo, 9v. Eu ainda não encontrei a forma ideal de abrir o pedal por conta dos led’s, mas assim que conseguir, atualizo esse texto informando sobre a construção da placa e componentes. Falando em led’s você pode desativar ou mudar o funcionamento dos led’s que ficam posicionados na “frente e atrás”do pedal.

A embalagem é bem vistosa e faz jus a proposta do pedal. Se trata de uma caixa preta com um adesivo dourado na parte superior informando o fabricante e o modelo adquirido, além de outras informações. O Manual é simples e conciso, mas para um pedal com dezoito efeitos diferentes, eu gostaria que ele tivesse mais informações sobre os controles, possibilidades e os efeitos, facilitando a vida do músico, especialmente dos mais inexperientes.

Timbres

Com todas as opções oferecidas pelo Vision, ele pode facilmente se transformar no “coringa”do seu pedalboard. são 18 efeitos (alguns se repetem com características diferentes, é verdade) que podem solucionar todas as necessidades de modulação dentro do pedalboard, de maneira simples e eficiente. Aqui você vai encontrar Chorus, Phaser, Tremolo, Flanger…

A maioria dos efeitos oferecidos pelo Vision é bem consistente. As modulações mais “tradicionais” estão representadas no pedal, até de maneira repetida. Por exemplo, existem 3 diferentes tipos de chorus no pedal, dois no Mode A e um no Mode B. Assim você pode optar por sempre ter um chorus em um dos “canais” ou até de utilizar dois chorus diferentes combinados. Cada efeito dispões de três controles de ajustes: Rate, Depth/Mix e Control, que varia de função de acordo com o modo escolhido.

Esmiuçar os dezoitos efeitos oferecidos pelo pedal seria uma tarefa hercúlea até para esse que vos escreve, então vou me ater a alguns efeitos específicos por diferentes razões. Meu tremolo favorito foi o Stutter, que oferece uma profundidade bem legal, destacando bem o efeito. O Tremolo no Mode A também oferece bons timbres.O Tri-Chorus tem uma espacialidade bem interessante e vai entregar um timbre clássico e cheio, daqueles capazes de preencher uma base sozinho. O Vision também oferece uns efeitos bem diferentes como Step Phaser e Ring Modulator, que se mostraram interessantes para criar e explorar texturas diferentes das convencionais.

Você ainda tem a possibilidade de utilizar os efeitos em paralelo ou somados, o que vai influenciar diretamente no resultado final, criando texturas diferentes e até inovadoras. Experimente somar o Ring Modulator do Modo A com o Stutter no Modo B ou o Auto-Wah do modo B com o Step Phaser do modo A para sons aleatoriamente rítmicos e malucos. Para mim o ponto fraco fica para a baixa funcionalidade dos knobs control. Achei bem pouco efetivos, especialmente nos efeitos de modulação. Para efeitos como Ring ou Low Bit eles funcionam de maneira mais efetiva.

O Vision é um pedal repleto de recursos e vai ser uma ótima ferramenta para quem precisa usar diversos tipos de modulação e não quer gastar uma grana absurda com isso. Além de economizar um bom dinheiro com cabos e fontes (ele vai ocupar o espaço de apenas um pedal). É um pedal que proporciona alguns bons timbres e outros nem tão interessantes assim, mas que pelas funcionalidades e recursos como entrada e saída estéreo, tap tempo, vai ser difícil de bater.

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Apesar da quantidade de efeitos, o Vision não é um pedal de difícil operação. Mas como são 18 opções de diferentes sonoridades, com suas diferentes características e peculiaridades e não se pode salvar presets no pedal, é preciso uma pesquisa extensa sobre o que o pedal pode oferecer e as melhores combinações de efeitos para você extrair o que ele pode lhe oferecer de melhor.

Regulagem Favorita

Mode A

Type A: Tri-CH

Speed: 11:00h

Control: 2:00h

Depht/Mix: 1:00h

Mode B

Type B: Stutter

Rate: 11:00h

Control: 2:00h

Depht/Mix: 5:00h

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *