Review: Kinky Drive v.3 Tencate Custom

Nano Deluxe Memory Man
outubro 14, 2021
Phi Golden Ratio v.2
outubro 18, 2021

Review: Kinky Drive v.3 Tencate Custom

 

Acabamento/Construção/Embalagem

Apesar de estar no mercado a algum tempo a Tencate Custom ainda é uma empresa relativamente desconhecida. Então pode parecer a alguns que a empresa surgiu de nada, mas são conceitos e idéias de produtos que já vem maturando a algum tempo. O Kinky Drive está na sua terceira versão possui uma pintura em roxo, com uma placa gravada na parte superior do pedal com todas as inscrições do pedal. O visual ficou bem legal mas eu não sei se esse vai ser o visual definitivo do pedal. Os knobs roxos também ajudaram a complementar o visual.

A montagem interna é muito bem feita e organizada. O fabricante utiliza bons componentes e o processo de montagem da placa é todo feito à mão. Os jacks de entrada e saída de áudio ficam na frente do pedal, assim como a entrada para fonte de alimentação. O Kinky Drive deve ser alimentado por fonte padrão ( centro negativo) com 9 ou 18v.

A embalagem da Tencate é simples, com uma caixa adesivada com a identificação do pedal e logo do fabricante. O resultado ficou bem interessante. Dentro, acompanham o pedal uma palheta e um pequeno manual do tamanho de um cartão de visitas. Simples, mas eficiente,

Timbres

Hoje em dia os MIAB (“Marshall in a Box”) estão entre os pedais de drive/distorção mais amados e procurados pelos guitarristas. Se tornaram muito populares nos pedalboards mundo afora e, não por acaso, existem diversas opções disponíveis no mercado de diversos fabricantes. Então escolher entre essas opções tem sido cada vez mais difícil. E eu trago a notícia de mais um ótimo pedal no mercado nacional. O Kinky Drive v.3 é uma belíssima opção para quem curte esse tipo de sonoridade.

A grande influência na concepção do pedal foi a lenda Eddie Van Halen. E sim, ele chega na sonoridade “Brown Sound”, mas não fica só nisso. O Kinky Drive v.3 possui 3 knobs e um trimpot interno. Em termos de ganho, o Kinky vai de um timbre de primeiro estágio, ótimo para blues e indo até um drive de sonoridade nervosa, flertando com um distortion , sempre com esse DNA característico Marshall. E pra mim é com mais ganho foi que ele brilhou. Tanto para base como para solos ele entregou sonoridades com médios redondos e agudos cortantes, que se saíram muito bem com minha Les Paul, ajudando meu som a se destacar na mix.

Com Singles, a minha preferência foi utilizar o pedal com menos ganho, como um “crunch”, onde ele também respondeu muito bem. É um ótimo pedal para quem curte Rock clássico e dá para ser utilizado em diversos outros estilos e contextos musicais. O controle de tonalidade não é dos mais versáteis que eu já testei, mas é bem funcional e me atendeu bem nas frequências que eu precisava. É preciso cuidado nas regulagens mais extremas do controle de tone de acordo com a guitarra que você estiver utilizando e essa “pouca versatilidade” do controle pode incomodar alguns que gostem de mais opções, especialmente nas frequências graves.

O Kinky Drive foi bem com tudo que eu testei, de diferentes amplificadores e guitarras a simuladores. A sua simplicidade é uma virtude, já que rapidamente você consegue encontrar um ótimo timbre ou adequar o seu som a uma necessidade diferente com poucos ajustes. Também pude utilizar o Kinky Drive em diferentes funções e trabalhando junto com outros pedais com ótimos resultados. É um pedal que precisa ser mais conhecido, pois entrega ótimos resultados sonoros com um excelente custo-benefício! Recomendo!

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Como eu mencionei, a simplicidade do Kinky Drive é uma das suas maiores virtudes.O pedal é simples de entender e muito fácil de usar, sendo praticamente um “plug and play”.

 

 

 

Regulagem Favorita

Volume: 12:00h

Tone: 1:00h

Gain: 1:00h

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *