Review: Hydra Stereo Reverb & Tremolo Keeley Electronics

Slap-Back Echo
8 de fevereiro de 2023
CLE-304
13 de fevereiro de 2023
Slap-Back Echo
8 de fevereiro de 2023
CLE-304
13 de fevereiro de 2023

Review: Hydra Stereo Reverb & Tremolo Keeley Electronics

Acabamento/Construção/Embalagem

A Keeley Electronics é um dos principais nomes do mercado mundial de pedais e normalmente opta por um visual bem sóbrio para os seus pedais, e o Hydra não foge a essa regra. O pedal é pintado na cor azul, com as inscrições em branco e preto (Já que alguns controles possuem mais de uma função. As inscrições em branco são fáceis de enxergar em palco, mas as que estão em preto me causaram alguma dificuldade (Ainda bem que posso salvar presets e dificilmente mexer em algo no pedal ao vivo). Mas o padrão do acabamento é muito bom, como era de se esperar de um produto da Keeley.

A construção do Hydra tem um ótimo padrão de qualidade, com uma placa muito bem montada e organizada, utilizando bons (e muitos!) componentes. O pedal possui entrada e saída estéreo, além de jack para entrada de footswitch externo e pedal de expressão. O pedal é bem compacto para a quantidade de recursos que oferece, o que implica numa proximidade dos footswitches que pode trazer alguma dificuldade ao vivo. A limentação deve ser feita através de fonte padrão (9v, centro negativo) e não possui opção de alimentação por bateria.

As embalagens da Keeley são na sua maioria padronizadas, mas assim como no ECCOS, a do Hydra é um pouco diferente, com uma “luva”sendo utilizada para identificação do pedal. Essa luva contém a imagem do pedal na parte superior e as laterais da caixa na cor do pedal com o seu nome.. Dentro o pedal vem embalado num saco plástico acompanho por um manual muito bem escrito e detalhado, com todas as informações necessárias para se operar bem o pedal.

Timbres

Reverb e Tremolo são dois dos meus efeitos favoritos e juntos num pedal com tantos recursos como o Hydra, captou logo a minha atenção. A primeira coisa que chama a atenção nele é a quantidade de recursos que a Keeley conseguiu colocar numa caixa de tamanho “normal” de pedal. Já tinha visto isso no ECCOS, mas com dois efeitos distintos como aqui, tornam as coisas ainda mais interessantes. E dá para dizer que todos os recursos presentes no pedal são bem úteis e nada está ali por acaso. São ferramentas que o pedal que vai acrescentar ao músico, oferecendo versatilidade para o pedalboard.

Começando pelos reverbs, o Hydra oferece três modos: Spring, Plate e Room. Nenhuma novidade aqui para quem conhece o efeito. O Spring reverb soa bem orgânico e foi disparado o que eu mais utilizei. Normalmente, para oferecer um pouco de profundidade e espacialidade ao timbre. Particularmente não curti as sonoridades do modo em configurações muito extremas. Para ambiências mais pronunciadas ao recorri ao modo Plate, que pode tornar os sons bem grandiosos e etéreos, e ainda conta com um shimmer que pode ser acionado através dos controles alternativos. Para ambiências foi o modo que mais utilizei e contando com a função hold (ao manter o footswitch reverb pressionado) fui capaz de criar sonoridades bem atmosféricas! No modo room você pode configurar o tamanho da sala torndo o reverb bem curto ou simular algo como uma catedral, com um reverb gigantesco.

No lado do tremolo também existem três modos: Sine (que é um tremolo de amplitude), Harmonic e Vibrato. O Sine é o mais tradicional, com uma variação de volume no sinal. Se você precisar de um tremolo para utilizar de maneira mais rítmica, é o modo mais indicado, pelo menos na minha opinião. E ter o tap tempo ajuda muito nesse efeito O Harmonic foi o meu favorito, inclusive substituindo outras modulações em diversas situações no meu pedalboard. Ele proporciona uma sensação de profundidade e movimento ao som que eu curto demais. Vibrato é outro efeito que eu curto muito e o do Hydra entrega ótimos sons. Eu utilizei esse efeito com regulagens bem sutis, mas que acrescentaram bastante ao meu som. Outro detalhe interessante no tremolo do Hydra, é que se você estiver utilizando o pedal em estéreo, pode configurar o pedal para um efeito de panning ou para uma configuração Wet/Dry.

É difícil encontrar algo que esse pedal não faça com excelência. O Hydra é inpirador e seus efeitos me deram vontade de tocar, me perdendo no tempo. Qualquer configuração que você escolher vaI te entregar ótimos sons e você não precisa ficar preso apenas a um ótimo timbre, já que você pode salvar presets nele. Acho que deu para perceber como o Hydra é completo, certo? Compacto, super poderoso em termos de recursos e com ótimos timbres!

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

O Hydra é um pedal simples de se utilizar, mas são tantas opções que é necessário investir um bom tempo no pedal entendendo todas as regulagens e funções alternativas dos controles e as possíveis combinações de tremolo e reverb. A diversão e os ótimos timbres estão garantidos!

Regulagem Favorita

Rate: 1:00h

Depth: 3:00h

Tremolo Mode: Harmonic

Color: 12:00h

Dwell: 2:00h

Mixer: 1:00h

Reverb Mode: Plate

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/peda8333/public_html/wp-includes/functions.php on line 5349

Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/peda8333/public_html/wp-includes/functions.php on line 5349