Review: Lisa Tap Delay Cachalote Audio

Novidades Velouria FX!
novembro 22, 2018
Spanish Castle Dual Fuzz
novembro 26, 2018

Review: Lisa Tap Delay Cachalote Audio

 

Acabamento/Construção/Embalagem

Esse é o primeiro pedal que analisamos da Cachalote Audio. E posso afirmar que a primeira impressão foi a melhor possível. O Acabamento do Lisa Tap Delay é impecável. A pintura é muito bem executada e a escolha dos knobs foi muito feliz, proporcionando ao pedal um visual matador! As inscrições no pedal estão muito bem executadas, e mesmo o pedal possuindo vários controles, é fácil de identificar cada um.

A construção também me impressionou bastante. A placa é repleta de componentes, muito bem montada e todos de ótima qualidade. O pedal parece extremamente robusto, parecendo pronto para durar eras! Os jacks para entrada e saída de áudio ficam na parte “superior” do pedal, assim como a entrada para fonte de alimentação e entrada para pedal de expressão. O pedal pode ser alimentado apenas por fonte (9v, padrão Boss) e consome 95mA. Eu aconselharia a utilização com uma fonte estabilizada com saídas isoladas para uma operação livre de ruídos, especialmente se você usar muitos pedais. As chaves e knobs são de boa qualidade e apenas tenho uma observação sobre os footswitches: Esse pedal mereceria a utilização de “soft switches”, especialmente nas funções Tap e B. Fica a dica!

A embalagem do fabricante é personalizada, com a logomarca da empresa ocupando a parte superior e informações sobre o modelo, número de série e o site do fabricante nas laterais. O pedal vem embrulhado num plástico bolha e acompanhado por adesivos, palheta e um belíssimo manual que também é um poster mostrando todos os componentes utilizados no pedal. Não é lá muito fácil de manusear na hora de tirar uma dúvida mas é muito bonito! Outro detalhe interessante é que o fabricante teve o cuidado de fazer um manual para a utilização do controle de expressão no pedal, que não pode ser utilizado com qualquer cabo. Bem legal!

 

Timbres

Os delays analógicos são como uma espécie de “santo graal” do universo guitarrístico. Todos aqueles discos e referências de antigamente, com aquelas sonoridades quentes, orgânicas e evolventes estão na nossa cabeça e ouvidos e são objetos de desejo de muitos. A proposta da Cachalote Audio foi trazer um pedal de delay que oferecesse essas características sonoras tão desejadas, mas sem o lado ruim, que são os ruídos que também são características desse tipo de efeito. Então o Lisa Tap é um pedal de delay híbrido, que se utiliza do CI PT2399 (que é um ci digital) mas com diversos recursos que vão fazer você rever seus conceitos. Acredite, se você gosta de delays, vai se deleitar nesse pedal.

Ao entrar no pedal o sinal segue dois caminhos: Pode passar por um buffer transparente ou pelo clássico circuito do echoplex, capaz de acionar até 6dB de ganho ao sinal. As repetições são geradas pelos dois CI’s que são devidamente filtrados para oferecer um timbre de característica analógica. E as soluções para oferecer essas sonoridades é que são o grande diferencial do pedal. A idéia de ter um controle de saturação atuando apenas nas repetições é muito interessante, já que oferece a possibilidade de você enriquecer harmonicamente o seu sinal. É praticamente um overdrive de baixo ganho ligado apenas nas repetições. Obviamente esse recurso tem que ser usado com cuidado, especialmente se você já estiver utilizando um timbre distorcido. Outro controle que influencia bastante na sonoridade é o controle de filtro, que na sua configuração mínima corta todos os agudos (criando uma massa sonora) e na sua configuração máxima deixa as repetições praticamente iguais ao sinal original.

Na seção de modulação do Lisa temos um vibrato que modifica a afinação das notas e pode ser controlado pelos controles Mod Int (onde você pode configurar a intensidade da modulação) e Mod Freq (onde você pode configurar a velocidade da modulação) . Você pode optar por usar só o vibrato, ao zerar o controle de tempo. O Vibrato soa muito bem e é extremamente musical tanto sozinho quanto utilizado nas repetições. Você será capaz de dar aquela “molhada” no timbre ou deixar as coisas mais insanas! O controle de retorno b, que é acionado pelo footswitch B também é uma ferramente bem divertida, podendo ser utilizado até como um looper quando ajustado no máximo. As subdivisões rítmicas e o footswitch de tap tempo também são ótimos para quem procura utilizar o delay de maneira mais percussiva e rítmica. Outro recurso é o efeito cauda que pode ser acionado para evitar um corte abrupto nas repetições. Ou seja, opções não faltam!

Ao vivo o controle de filtro foi muito útil para adequar o pedal à guitarra e amplificador que eu estava usando. Isso evitou que o som embolasse em algumas situações. Fui capaz de criar “camas” e texturas bem interessantes trabalhando com os dois controles de retorno (feedbacks). É um pedal muito musical e inspirador. Não dá para não ficar impressionado com o Lisa. É um baita delay, com recursos que o transformam numa máquina de possibilidades. Difícil imaginar um contexto musical em que ele não possa ser aplicado. Talvez se você precisar de repetições ultra-cristalinas e limpas. Mas mesmo assim, esse é um pedal que está pronto para conquistar o mundo. É um produto EXCELENTE e o melhor pedal de delay fabricado no Brasil (pelo menos até a data de publicação desse post).  A Cachalote Audio está de parabéns e acaba de subir a “barra de qualidade” para os fabricantes nacionais. Que mantenha esse padrão para todos os seus produtos!

 

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

A quantidade de controles assusta. São muitas possibilidades oferecidas pelo pedal, mas a sua operação é mais simples do que parece. Vale a pena gastar um tempo conhecendo e testando os controles, especialmente o de saturação e o filtro, já que eles irão afetar o timbre final de maneira mais intensa. Obviamente os controles de modulação também afetam o timbre, mas já são controles mais corriqueiros em pedais de delay. Para um pedal de delay, o Lisa oferece muitas possibilidades e que realmente fazem diferença no resultado final. E o processo de aprendizado é bem divertido e musical. Então, mãos à obra!

 

Regulagem Favorita

Vol Limpo: 14h

Vol Efeito: 13h

Saturação: 14h

Filtro: 7h

Mod Int: 8h

Mod Freq: 12h

Retorno: 11h

Retorno B: 5h

Tempo: 10h

Chave 1: Buffer

Chave 2: Cauda

Subdivisão: Tercina

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *