Review: Design-A-Drive Great Eastern FX

Jfet Boost
3 de outubro de 2023
Ultraviolet
6 de outubro de 2023
Jfet Boost
3 de outubro de 2023
Ultraviolet
6 de outubro de 2023

Review: Design-A-Drive Great Eastern FX

Acabamento/Construção/Embalagem

Os pedais da Great Eastern FX possuem um acabamento relativamente simples, mas com uma visual que me agrada bastante. O pedal é todo preto e possui um face plate bem fino de metal colado na parte superior onde constam todas as informações e inscrições sobre o modelo e os respectivos controles. É uma solução simples mas que oferece um visual bem sofisticado aos pedais da empresa.  As inscrições são pintadas numa tonalidade prata, o que fornece um ótimo contraste e facilita bastante a visualização dos controles no pedal.

A construção do Design-A-Drive é impecável, com uma placa muito bem montada e organizada, se utilizando de bons componentes. Os jacks para entrada e saída de áudio ficam localizados na frente do pedal, assim como a entrada para fonte de alimentação. Esse pedal deve ser alimentado com fonte padrão (9v, centro negativo e com um consumo baixíssimo de 10mA) e não possui a opção de alimentação por bateria. O pedal é true bypass e possui uma chave de acionamento bem silenciosa.

A embalagem utilizada é bem simples, uma caixa branca de papelão carimbada com a logo do fabricante na parte superior e adesivada em uma das laterais com a identificação do modelo do pedal. Dentro, o pedal vem muito bem embrulhado em plástico bolha e acompanha um manual, simples, mas com todas as informações necessárias para a utilização do pedal e algumas regulagens sugeridas pelo fabricante para início de experimentação com o pedal.

Timbres

O Design-A-Drive é um pedal de overdrive que é difícil de definir. E a dificuldade nessa definição passa pela qualidade do pedal em oferecer várias possibilidades e de se encaixar muito bem em diferentes cenários e necessidades. É claro que  eu posso destacar algumas caraterísticas. É um pedal que oferece uma distorção de médio ganho (trabalhando MUITO bem com baixo ganho) e possui controles de equalização bem interessantes, se diferenciando do que vamos por aí em outros pedais. E são esses controles de equalização que fazem esse pedal se tornar diferenciado e oferecer tantas opções sonoras.

O controle Edge é responsável por dois filtros diferentes que são ajustados simultâneamente, afetando também sutilmente o caráter da clipagem. Esse controle tem um importante papel no timbre do pedal, mas sem soar extremo em nenhuma configuração. Ou seja, ele não vai soar nem muito abafado nem muito estridente nas extremidades do controle. Isso possibilita ao guitarrista explorar todo o alcance do knob encontrando o melhor ajuste para a sua guitarra e amplificador. A chave rotatória Width tem 6 posições e é responsável por alterar as frequências médias e médias/graves no Design-A-Drive. E também é um controle fundamental para adequar o pedal ao seu instrumento. Ele vai de um som mais magro na primeira posição até um timbre bem gordo na última.

O Design-A-Drive pode ocupar diferentes funções dentro do pedalbaord. Se você está a procura de um booster para empurrar o seu amplificador valvulado ele vai funcionar muito bem e com todos os recursos de equalização que eu já mencionei, ele vai funcionar muito bem em praticamente tudo. Ele também trabalha muito bem como overdrive de primeiro ou segundo estágio. Na primeira função, ele vai funcionar muito bem em conjunto com outros pedais de saturação e sozinho, pode entregar aquela sonoridade “transparente” que tanta gente gosta e procura. Como overdrive de segundo estágio, ele oferece timbres nervosos e cheios de punch que aliados ao seu poder de equalização vai agradar a guitarristas que usam diferentes guitarras e diferentes configurações de captadores. O controle de ganho vai oferecer timbres suaves e “cremosos” (odeio esse termo) até flertar com uma sonoridade mais fuzzy com o ganho no máximo. Os ajustes em caso de mudaça de instrumento são rápidos e simples, o que transforma esse pedal num verdadeiro “canivete suiço” dentro do pedalboard.

O Design-A-Drive é o tipo de pedal que vai se encaixar em muitos pedalboards pela sua qualidade e versdatilidade. A capacidade que ele tem de se encaixar muito bem em diferentes setups é surpreendente e me fez utilizá-lo em diversas situações. Quem está lendo pode achar que eu estou exagerando um pouco, mas eu realmente acredito que esse é um dos mlehores pedais de overdrive disponíveis hoje e pretendo fiucar de olho em tudo o que a Great Eastern FX lançar, pois até agora eles estão bem acima da média. Eu DESAFIO você a tirar um som ruim desse pedal. Eu não consegui…

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

Um dos grandes méritos do Design-A-Drive é proporcionar mudanças significativas nos tombres de maneira simples e rápida. Muitas vezes com pequenos ajustes você é capaz de adequá-lo raídamente a uma nova necessidade que porventura surja. É um pedal super simples de entender e usar, mas com nuances interessantíssimas aguardando serem descobertas no girar do próximo knob. É o tipo de pedal que vale a pena investir bastante tempo descobrindo tudo que ele pode oferecer.

 

 

 

Regulagem Favorita

Gain: 3:00h

Edge: 11:30h

Level: 1:00h

Width: Posição 3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/peda8333/public_html/wp-includes/functions.php on line 5349

Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/peda8333/public_html/wp-includes/functions.php on line 5349