Review: Moskito Octafuzz Fuhrmann

M1 Mako Series Walrus Audio
20 de janeiro de 2022
Poly Blue Octave
24 de janeiro de 2022
M1 Mako Series Walrus Audio
20 de janeiro de 2022
Poly Blue Octave
24 de janeiro de 2022

Review: Moskito Octafuzz Fuhrmann

Acabamento/Construção/Embalagem

O Moskito OctaFuzz faz parte da nova linha de produtos da Fuhrmann, trazendo as mesmas características de outros produtos, como tamanho e knobs. É uma linha que já está mais do que consolidada, mostrando que a empresa está antenada com o presente mas também com o futuro. A pintura é muito bem executada, com todas as inscrições visíveis e fáceis de identificar. A cor é bem sóbria, um cinza/prata que se diferencia dos demais pedais da linha lançados até agora. O resultado final é simples e eficiente.

A construção também segue o padrão de outros pedais da empresa. A placa é bem montada e organizada, se utilizando de bons componentes. Os jacks para entrada e saída de áudio ficam na frente do pedal, onde também está a entrada para fonte de alimentação. O pedal deve ser alimentado por fonte padrão (centro negativo, 9v) e não possui a opção de alimentação por bateria. O pedal é true bypass e possui dois footswitches: Um para acionamento do efeito, outro para acionamento da oitava do fuzz.

As embalagens da empresa são todas padronizadas com as cores e logo da empresa. Acho o papelão da caixa um pouco fino, mas não é nada que comprometa e no fim, cumpre sua função. O pedal vem embalado num saquinho vermelho com a logo da empresa (também já tradicional nos produtos da empresa) e um manual. Tudo simples, mas com um resultado final competente.

Timbres

Se os pedais de fuzz já formam um universo todo particular dentro do mundo guitarrístico, os Octafuzz são uma categoria ainda mais específica dentro desse universo. E dentro dessa premissa, não foi sem surpresa que eu recebi o lançamento do Moskito pela Fuhrmann. Afinal, uma das principais empresas do ramo produzindo algo tão específico? E foi muito legal vê-los produzindo esse tipo de efeito, com a qualidade que eles tem entregado nos últimos lançamentos. E se você gosta de fuzz, e de Octafuzz, vai curtir esse aqui.

O Moskito entrega logo de cara um timbre cortante e bastante sujo. Ótimo para riffs e single notes. O controle de tonalidade é bem útil para adequar o pedal ao tipo de guitarra que você está utilizando. A chave scoop atua no corte dos médios e pode oferecer uma sonoridade mais “cavada” e é outra ferramenta legal oferecida pelo pedal para um ajuste do timbre a necessidade do músico.Os timbres de fuzz são bem divertidos e convincentes e parecem flertar o tempo todo com a oitava (que é acionada através do segundo footswitch). Utilizei o pedal sem necessariamente acionar a oitava (especialmente para bases e riffs) e ele se saiu muito bem.

Com o octave acionado o Moskito se torna ainda mais feroz. O timbre fica ainda mais cortante e sujo, com a oitava sendo mais proeminente a partir da décima-segunda casa da guitarra. É uma sonoridade bem legal para solos e se você se arriscar em acordes o pedal flerta com o território pertencente aos ring modulators. A maior parte da minha utilização do pedal foi com single-coils então foi necessária uma atenção da minha parte com relação aos agudos, que são sempre proeminentes nesse tipo de pedal. Outro detalhe interessante foi a dinâmica que consegui com diferente intensidade nos ataques de palheta. Isso me proporcionou momentos bem legais, sem precisar alterar configurações no pedal ou no instrumento.

O Moskito OctaFuzz é um pedal simples e divertido, como todo bom fuzz deve ser. Pode ser utilizado com ou sem a oitava o que aumenta a sua versatilidade. Os recursos de equalização são bem úteis e ajudam o músico a adequar um pedal tão específico a diferentes situações e necessidades. É um pedal que não tem nenhuma intenção de reinventar a roda e entrega o que se espera de um bom Octafuzz. Se você gosta de sonoridades mais sujas e pesadas, vale a pena conhecer!

Facilidade de Usar/Achar bons timbres

A boa utilização do Moskito vai depender um pouco da experiência do músico com o efeito. Se você já for experiente com fuzzes, não vai ter nenhuma dificuldade na operação do pedal e em conseguir ótimos timbres dele. Explore bastante o controle de tone em conjunto com a chave scoop para entender todas as possibilidades tonais oferecidas pelo pedal. O resto será só diversão.

 

Regulagem Favorita

Volume: 12:00h

Tone: 11:00h

Gain: 12:00h

Scoop:  Para cima

Octave: On

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/peda8333/public_html/wp-includes/functions.php on line 5349

Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/peda8333/public_html/wp-includes/functions.php on line 5349